Servicos.png

CUIDADOS DENTAIS

Assim como para os humanos, os cuidados odontológicos nos animais são de extrema importância. A falta dessa precaução pode significar o começo de problemas graves, os quais, quando não tratados, podem até ser fatais para os pets.

O acúmulo de tártaro pode ocasionar a doença periodontal, e essa infecção pode evoluir e se instalar em vários outros órgãos, como coração, rins e articulações.

 
Além da doença periodontal, também estão incluídos entre os principais problemas odontológicos as gengivites, os dentes de leite persistentes, os dentes fraturados, a perda de dentes, tumores, cáries e lesão de reabsorção dental.


Um sinal de que algo está errado é a halitose. Sinal que muitos tutores  se queixam, mas acabam por ignorar por acharem que não se trata de um quadro sério.

Então, fique atento caso o seu animal apresente um cheiro desagradável na boca!
 

A escovação diária com pasta e escova especialmente desenvolvidas para animais é a única forma de prevenir o acúmulo da placa bacteriana. Não use pastas para humanos, pois a sua ingestão pode levar a distúrbios estomacais e à intoxicação.

Essa rotina de higienização deve ser iniciada ainda quando filhote (a partir do 4° ou 5° mês). Inicialmente, ele pode não aceitar, mas tenha paciência e seja insistente.

Você pode oferecer recompensas (passeios, ossinhos etc.), após cada escovação como forma de condicionamento.

 

Além da escovação, existem soluções orais que podem ser colocados na água que será oferecida aos pets, e os ossos naturais – que são os melhores para a remoção de parte da placa bacteriana porque diminuem a formação de cálculo dentário, embora também sejam considerados os principais responsáveis por fraturas dentais, principalmente nos dentes posteriores. Ossinhos artificiais ajudam na limpeza, porém, alguns animais não os toleram e apresentam distúrbios gastrointestinais.  
 

Lembre-se: nada substitui a escovação se o intuito é manter os dentes saudáveis!

 

Além desses cuidados, o animalzinho deve visitar o médico veterinário com frequência.
 

Hoje em dia, existem vários tratamentos e clínicas especializadas à disposição dos tutores. Por isso, ao menor sinal de problema odontológico com o seu pet, procure o médico veterinário.